Em unidade, ADURN-Sindicato convoca para atos contra o governo Bolsonaro no dia 24

Publicado em 16 de julho de 2021 às 16h39min

Tag(s): Protesto



SUS, vacina, educação e impeachment. São essas bandeiras que novamente mobilizam o ADURN-Sindicato a participar do ato nacional pelo Fora Bolsonaro neste sábado (24). Convocado por centrais sindicais, movimentos sociais e entidades de juventude, o protesto é a continuidade da jornada de lutas pelo impeachment que começou em 29 de maio e se seguiu em junho e julho.

As manifestações ganharam ainda mais fôlego após as denúncias de supostas irregularidades cometidas nas compras das vacinas. A inércia do Governo Federal, somada a posturas negacionistas, levou o Brasil ao patamar de cerca de 540 mil mortos pela covid-19, incluindo diversos professores que já passaram pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). “Não é possível permanecermos assim, de forma passiva, enquanto sofremos tantos ataques às instituições, aos trabalhadores e à população brasileira”, afirma Oswaldo Negrão, presidente do ADURN-Sindicato.

A data vai ser também de agitação pelo fim da proposta de privatização dos Correios, contra a Reforma Administrativa e a Emenda Constitucional 95, responsável direta pelos cortes na Saúde e Educação vistos hoje. As medidas, que afetam o serviço público, são consideradas por Negrão como um “torniquete que mata por inanição”.

“Além de ser evidente a falta de articulação para o enfrentamento [da pandemia], assistimos de forma acelerada a proposta de projetos que prejudicam ainda mais a população e a nação brasileira, como a privatização dos Correios, da Eletrobrás e o desmonte da Petrobras, ao mesmo tempo em que o preço da gasolina segue nas alturas e o poder de compra da população derrete”, diz.

Em Natal, o protesto acontecerá no Midway Mall, às 15h. Mais uma vez, o ADURN-Sindicato convoca os docentes para se fazerem presentes nesse dia de lutas em unidade com os demais setores da sociedade. O sindicato recomenda ainda os cuidados com a segurança sanitária, como o uso de máscara PFF2, álcool em gel e distanciamento social.

 

ADURN Sindicato
84 3211 9236 • secretaria@adurn.org.br