Sindicato denuncia consequências da retirada de prioridade para cumprimento do PNE

Publicado em 11 de agosto de 2017 às 09h33min

Tag(s): PNE



Após a decisão do governo Temer em vetar artigo da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), que incluía entre as prioridades para 2018 o cumprimento das metas previstas pelo Plano Nacional de Educação (PNE), a diretoria do ADURN-Sindicato vem repudiar esta ação que significará, na prática, a exclusão do direito democrático do acesso à educação pública e retrocessos para a valorização profissional que vinha em fase de construção.

Esta decisão em sacrificar o PNE para cumprir metas financeiras, por sinal irrealizáveis, caracteriza o completo desrespeito que esse grupo que está no poder tem pela democracia, desconsiderando tudo que foi construído e definido em lei.

A Diretoria do ADURN-Sindicato, portanto, lamenta mais esse duro golpe na sociedade brasileira, inserida num desmonte descomunal do Estado nacional e chama a comunidade acadêmica a somar esforços em defesa da educação pública brasileira ameaçada sem desfaçatez alguma.

Diretoria do ADURN-Sindicato

ADURN Sindicato
84 3211 9236 • secretaria@adurn.org.br