A judicialização da política e o desmonte do SUS abre o V Programa de Inverno na Saúde Coletiva

Publicado em 22 de junho de 2018 às 10h46min

Tag(s): Saúde



Discutir como o exercício da Democracia tem sido engessado pela judicialização da política e por um cenário cada vez mais crítico para a saúde pública após a aplicação da Emenda 95, que institui o teto de gastos, pilar da nova ordem fiscal do governo Temer. É com este objetivo que o Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva, do Departamento de Odontologia da UFRN, traz a palestra com a advogada Maria Luíza Tonelli, mestre e doutora em Filosofia pela USP, e o médico Cipriano Maia de Vasconcelos, professor da UFRN com a experiência na área de Saúde Coletiva.

O debate acontece no próximo dia 25 de junho, às 8h30, no auditório do Departamento de Odontologia da UFRN, e pretende promover discussões permanentes sobre questões políticas e sociais fundamentais que dizem respeito ao conjunto da sociedade e não apenas aos especialistas que hoje as discutem.  

A discussão integra a programação do V Programa de Inverno, que prevê a realização, entre os 25 e 29 de junho, de minicursos e oficina.

A expectativa é qualificar os alunos dos diversos cursos de Pós-Graduação e Graduação da área da saúde no que se refere aos aspectos de metodologia da pesquisa científica e do objeto da saúde pública. A ideia do programa de inverno surgiu da grande procura de alunos especiais nas disciplinas do PPgSCOL.

Nesta edição do evento os cursos de curta duração serão ministrados por professores do PPgSCOL e convidados de outras instituições. Os temas abordados estão alinhados com o campo da Saúde Coletiva: Epidemiologia, Políticas, Planejamento e Gestão e as Ciências Humanas na Saúde.

ADURN Sindicato
84 3211 9236 • secretaria@adurn.org.br