Exibição da peça “Mulheres Invisíveis” acontece no próximo dia 23

Publicado em 18 de março de 2019 às 10h57min

Tag(s): Direitos Humanos



A exibição do espetáculo teatral “Mulheres Invisíveis” acontece no próximo sábado, 23 de março. A sessão marcada para fevereiro precisou ser cancelada após uma queda de energia ocasionada pelas fortes chuvas em Natal, o trabalho do grupo Estandarte foi reagendado e será apresentado no palco da Escola de Música da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, com início às 16h.

O evento é promovido pelo Núcleo de Direitos Humanos do ADURN-Sindicato e integra as atividades em comemoração aos 40 anos do Sindicato. Terão acesso ao espetáculo, que tem entrada franca, todos que fizeram a retirada do ingresso na sede do ADURN-Sindicato entre os dias 18 e 22 de fevereiro.

O espetáculo

A história do assassinato de cinco mulheres no município de Itajá (RN), distante 200 quilômetros de Natal, é o segundo espetáculo da trilogia Xs Invisíveis apresentado pelo grupo Estandarte de Teatro, e ganha os palcos três anos depois de contar o drama das famílias do bairro Planalto na peça Desaparecidos.

Além do tema da invisibilidade social, a peça aborda o comportamento da mídia na cobertura do caso. Taxadas de “prostitutas”, a morte das mulheres teve menos destaque na imprensa local do que a notícia do fechamento de uma rinha de briga de galo pelo Ibama.

A narrativa refaz o encontro das cinco mulheres para comemorar a vida até serem mortas com tiros na cabeça. Além de contar a história pelo viés do feminicídio, o Estandarte vai fazer a “autópsia” dos corpos no palco e analisar o papel da imprensa na tragédia.

Serviço

Peça Mulheres Invisíveis

Data: 23 de março de 2019

Horário: 16 horas

Local: Escola de Música da UFRN

Utilize os mesmos ingressos já retirados.

ADURN Sindicato
84 3211 9236 • secretaria@adurn.org.br