PROIFES lança Calculadora da Aposentadoria para Docentes Federais caso Reforma seja aprovada

Publicado em 22 de março de 2019 às 14h16min

Tag(s): PROIFES Reforma da Previdência



O PROIFES-Federação lança nesta quinta-feira, 21, uma planilha (AQUI) na qual é possível calcular uma estimativa sobre os prejuízos causados pela eventual aprovação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 6 de 2019, mais conhecida como Reforma da Previdência, para os professores e professoras das Instituições Federais de Ensino (IFEs).  

CALCULADORA PROIFES DE APOSENTADORIA DOS DOCENTES DE IFEs

Elaborada pelo diretor de relações internacionais do PROIFES, Gil Vicente Figueiredo (ADUFSCar-Sindicato), a Calculadora de Aposentadoria dos Docentes das IFEs mostra de maneira clara, com a inserção de apenas dois dados, a data de nascimento e da data de ingresso na IFE, o quanto de prejuízo, em Reais, os docentes federais terão caso seja aprovado o texto da Reforma da Previdência tal como foi proposto pelo atual governo. São quatro categorias disponíveis para o cálculo: Homens, no Magistério Superior (MS); Mulheres, no MS; Homens, no Ensino Básico, Técnico e Tecnológico (EBTT); e Mulheres no EBTT.

A Calculadora fornece, após a inserção dos dados, as seguintes informações:

1)    Data de aposentadoria segundo as leis atualmente em vigor;
2)    Data da aposentadoria caso seja aprovada a PEC;
3)    Valores prováveis das aposentadorias, em ambos os casos;
4)    Prejuízo em tempo a mais de trabalho, até a aposentadoria;
5)    Prejuízo em termos da diferença entre os recursos que receberia do Estado após a aposentadoria: (valor a auferir pelas regras atuais) – (valor a auferir caso seja aprovada a PEC) – comente-se que estes valores são muito elevados, próximos a um milhão de reais.

Entretanto, para a realização do cálculo, são consideradas três hipóteses necessárias: 1) que o docente tenha ingressado na IFE no regime DE, já com o doutorado, com 21 anos ou mais, que este foi o seu primeiro emprego, e que sua entrada se deu com tempo suficiente para trabalhar por pelo menos 20 anos até a idade limite de 75 anos (compulsória); e 2) que este ou esta docente progredirá a cada 2 anos, chegando ao topo da carreira; e 3) aguardará, para se aposentar, até obter integralidade/paridade, caso tenha ingressado antes de 31/12/2003.

Caso o docente tenha entrado sem o doutorado e se aposente pela média (caso dos que entraram após 1 de janeiro de 2004), essa média será menor do que a estimada, tanto pelas regras atuais quanto por eventuais regras futuras. Caso haja emprego anterior, as médias cairão, no caso de contribuições menores; e, evidentemente, a data de aposentadoria também será alterada.

Mobilizações

A Calculadora é mais uma da série de ações que o PROIFES e seus sindicatos federados vem realizando, em todas as regiões do país, no sentido de mobilizar os docentes de IFEs e demais trabalhadores e trabalhadoras de todos os segmentos produtivos para os efeitos deletérios da Reforma da Previdência, caso aprovada com o texto proposto.

Veja mais ações do PROIFES e sindicatos federados contra a Reforma da Previdência:

PROIFES participa de lançamento da Frente Parlamentar Mista em Defesa da Previdência Social

PROIFES e entidades articulam frente de oposição à Reforma da Previdência

PROIFES-Federação se mobiliza em todo o país contra a Reforma da Previdência

SINDIEDUTEC: Paralisação e Dia Nacional de Luta – Ato contra a reforma da Previdência

ADUFRGS realiza painel sobre impacto da Reforma da Previdência para os professores

ADUFRGS participa do ato de lançamento da Frente Gaúcha

APUB realiza Assembleia Geral para debater Reforma da Previdência e MP 873

ADUFG-Sindicato realiza palestra “Nova Reforma da Previdência”

Wellington se reúne com Fátima Bezerra para tratar dos cenários para o RN com a Reforma Previdência

APUB protesta pelos direitos das mulheres e contra a Reforma da Previdência no 8 de Março

 

Fonte: PROIFES-Federação

ADURN Sindicato
84 3211 9236 • secretaria@adurn.org.br