ADURN-Sindicato repudia Decreto que fere autonomia universitária

Publicado em 16 de maio de 2019 às 15h25min

Tag(s): Nota



Diante da publicação do Decreto 9.974, de 14 de maio, que instituiu o “Sistema Integrado de Nomeações e Consultas – Sinc, no âmbito da administração pública federal”, a Diretoria do ADURN-Sindicato expressa publicamente seu repúdio a mais um ato autoritário e desmedido do governo federal.

O Decreto extrapola o poder regulamentador da Presidência da República e fere gravemente a autonomia universitária, expressa no artigo 207 da Constituição Federal, em vigor. Trata-se de uma violação, sem precedentes, da autonomia das universidades públicas federais e é uma violência explícita contra a Educação.

Além disso, transparece caráter vingativo, impróprio a um Chefe de Estado, sendo uma resposta autoritária diante dos milhões de cidadãos e cidadãs brasileiros e brasileiras, que foram às ruas em protesto contra o corte das verbas de custeio, que prejudicarão o funcionamento das universidades públicas federais.

Nesse sentido, o ADURN-Sindicato condena o ato vingativo do presidente e se soma a todos que estão lutando pela volta da Democracia, pelo respeito à Constituição Federal de 1988 e pela educação.

ADURN Sindicato
84 99112-8841 • secretaria@adurn.org.br