PROIFES-Federação defende nomeação do primeiro da lista na UFSCar

Publicado em 27 de outubro de 2020 às 11h22min

Tag(s): PROIFES



O PROIFES-Federação sempre defendeu vigorosamente, ao longo de toda a sua história, a autonomia das Universidades e Institutos Federais.

Neste sentido, ainda em 2010 o PROIFES produziu uma versão de Anteprojeto de Lei para a regulamentação do Artigo 207 da Constituição Federal, que trata da autonomia das Instituições Federais de Ensino Superior (IFES). O projeto de Lei Orgânica das IFES foi amplamente debatido ao longo da última década, não apenas internamente, entre o PROIFES e seus sindicatos federados, mas também com diversas outras entidades nacionais da Educação, como a ANDIFES e o CONIF, e com deputados e senadores do Congresso Nacional, dentre outros.

O PROIFES-Federação, no âmbito da autonomia administrativa, tem posição firme no sentido de que o processo de escolha de reitor ou reitora se encerre no âmbito de cada instituição, sendo empossado ou empossada quem conquistar, por votos, a preferência de sua comunidade.

Fiel a esses princípios, o PROIFES-Federação vem expressar sua profunda preocupação com os rumos que vem tomando a sucessão da reitoria da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) e reiterar a defesa intransigente de que seja empossado como reitor desta instituição o vencedor da Consulta Eleitoral realizada, e que encabeça a lista tríplice enviada ao Presidente Bolsonaro.

A Federação, portanto, se compromete a envidar todos os esforços para que, não apenas no caso da UFSCarm, como em todos os demais, seja acolhida e respeitada a vontade majoritária da comunidade universitária. A ADUFSCar, entidade filiada ao PROIFES, contará com o apoio decidido da Federação na luta comum em defesa da autonomia da UFSCar.

Brasília, 26 de outubro de 2020

PROIFES-Federação

Baixe aqui a nota em PDF.

ADURN Sindicato
84 3211 9236 • secretaria@adurn.org.br