ADURN-Sindicato manifesta solidariedade às famílias integrantes da ocupação Emmanuel Bezerra

Publicado em 20 de novembro de 2020 às 19h18min

Tag(s): Nota da Diretoria



O Sindicato dos Docentes da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (ADURN-Sindicato) vem a público manifestar solidariedade às sessenta famílias do Movimento de Lutas nos Bairros, Vilas e Favelas – MLB RN, que estão ocupando desde o dia 30 de outubro o prédio onde funcionou a antiga Faculdade de Direito da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), localizado no bairro da Ribeira.

Nesta sexta-feira, dia 20, a juíza da 4ª Vara Federal, Gisele Maria da Silva Araújo Leite, determinou o prazo de 24 horas para que as famílias desocupem o prédio, que está abandonado há cerca de oito anos. O pedido de reintegração de posse partiu da administração da UFRN, sob a alegação de que há uma preocupação com a segurança dos ocupantes.

De acordo com dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), no Brasil existe um déficit de 7,7 milhões de residências, dessas 90 mil são apenas em Natal. Diante desse cenário, o ADURN-Sindicato considera as ocupações importantes instrumentos de luta pela efetivação do Direito Social à Moradia, determinado no Artigo 6º da Constituição Federal.

Nesse sentido, a diretoria do ADURN-Sindicato repudia o despejo encaminhado pela justiça à ocupação Emmanuel Bezerra, entendendo que o caminho para a desocupação do espaço é a implementação de políticas públicas que garantam o acesso à moradia e condições decentes de vida para aquelas famílias e não a força policial.

A Diretoria

ADURN Sindicato
84 3211 9236 • secretaria@adurn.org.br