Oposição quer derrubar veto que impede programa de acesso de estudantes a aula online

Publicado em 20 de abril de 2021 às 09h30min

Tag(s): Investimento em educação



Governo quer derrubar norma que direciona R$ 3,5 bilhões para aplicação em aulas online e aquisição de computadores

Com escolas fechadas em virtude da covid, é preciso garantir acesso às aulas online para alunos da rede pública - SIMPA

 

O líder da oposição no senado, Jean Paul Prates (PT-RN), lidera um esforço no Congresso Nacional para que se derrube o veto do governo que quer impedir a garantia de tablets e banda larga para os professores e estudantes da rede pública. Nesta segunda-feira, ele insistiu que “a população carente necessita, cada vez mais, dos serviços de telecomunicações e internet. É muito importante essa medida no atual momento vivido pelo país com as aulas suspensas em muitos estados e cidades do interior”.

O Projeto de Lei 3477/2020 - alvo do veto presidencial - determina R$ 3,5 bilhões para aplicação em ações de garantia do acesso à internet, com fins educacionais, tendo como público-alvo os alunos da rede pública nacional de ensino.

Esses alunos fazem parte de famílias inscritas no CadÚnico (cadastro federal utilizado para o acesso a programas de assistência social do governo) e são matriculados nas escolas das comunidades indígenas e quilombolas. Professores da educação básica também seriam afetados.

A matéria iria ser apreciada na sessão do Congresso Nacional desta semana, mas, como não houve acordo de líderes, ficou para a próxima semana. De acordo com o senador, a derrubada do veto é necessária, principalmente no momento, em que vivemos uma pandemia. 

Edição: Vinícius Segalla

Fonte: Brasil de Fato

 
ADURN Sindicato
84 3211 9236 • secretaria@adurn.org.br