O último Encontros e Conversas de setembro traz dramaturgias contemporâneas com foco na sexualidade e complexidade humana

Publicado em 24 de setembro de 2021 às 12h49min

Tag(s): Cooperativa Cultural Encontros e Conversas



Encerrando o mês de setembro, o projeto Encontros e Conversas, realizado pela Cooperativa Cultural da UFRN em parceria com o ADURN-Sindicato, receberá na próxima terça-feira (28) Henrique Fontes e Javier Díaz Dalannais - escritores e artistas responsáveis, respectivamente, pelas obras "Dramaturgia do desejo – 3 peças de amar" e “Ensaios para o fim do homem”. 

Ator, diretor e dramaturgo do Grupo Carmin, Henrique Fontes lança seu livro de dramaturgias com foco na sexualidade e no amor homoerótico, trazendo questões de sujeitos LGBTQIA+ para a literatura. Vencedor do Prêmio Shell de Melhor Dramaturgia pela peça “A Invenção do Nordeste”, do Grupo Carmin, Henrique Fontes expõe em seu novo trabalho três peças, sendo duas inéditas, sobre desejo e amor homoafetivo em situações distintas: “A mar aberto” (2008), “Eu e vc” (2019) e “The Andy” (2020). 

“A peça ‘A mar aberto’ foi uma livre inspiração do romance “Grande Sertão-Veredas”; nela transcrevo um conflito de desejo de um pescador de 60 anos por um jovem de 19. Já “Eu e Vc” nasceu das eleições de 2018, momento em que nós sentimos esse clima de homofobia e a escalada de declarações homofóbicas vindas dos próprios líderes políticos. Neste contexto conhecemos Georges e Henfil, dois atores de classe média que discordam politicamente, mas vivem um amor intenso. A terceira e última peça é um monólogo de um homem gay de 50 anos muito bem sucedido, mas que nunca conseguiu viver o amor e sua sexualidade de maneira plena. Ele então escolhe um quarto de hotel para tirar sua própria vida, mas é tomado por uma coragem e antes de completar o ato declara seu amor pelo amigo de infância”, detalha Henrique Fontes.

Juntamente com Fontes, o último Encontros e Conversas de setembro receberá o ator, professor e dramaturgo, Javier Díaz Dalannais, autor do livro “Ensaios para o fim do homem”.  A obra é composta por três textos teatrais contemporâneos que buscam “humanizar o ser humano”. Javier explica que as histórias do seu livro “retratam a condição humana, a condição das pessoas comuns. Não há heróis, não há ninguém com capacidades ou poderes além dos que temos, qualquer um de nós, em nosso cotidiano”.  

A primeira peça é uma adaptação livre de Woyzeck, de Georg Buchner, que expressa as complexidades do homem comum. Já o segundo texto “Elas, elos, eles - Primeira perspectiva do abismo” traz a história de 4 personagens: uma mãe solteira, um homem cadeirante, uma idosa e uma dragqueen; todos eles pretendem se suicidar, mas acabam se acompanhando em uma conversa cheia de autobiografias dolorosas pela suposta condição de excluídos sociais.

A terceira e última peça que compõe o livro foi escrita a partir de uma reportagem lida por Javier. “‘Elvis tem a culpa’ surgiu de uma pequena matéria que vi em uma revista, na qual acusavam a Elvis Presley de ter dito que ‘preferia beijar três negras antes que a uma mexicana’. Obviamente ele desmente esse comentário, porém é vetado durante muitos anos no México. A peça gira em torno de como temos sido educados amorosamente pelos nossos pais, que de uma ou outra maneira, aprenderam o romanticismo com Elvis”, conclui o dramaturgo.

“Dramaturgia do desejo – 3 peças de amar” e “Ensaios para o fim do homem” têm patrocínio da Lei Aldir Blanc, via governo do estado, e já estão disponíveis na Cooperativa Cultural da UFRN. O bate-papo será transmitido a partir das 19h30 pelo canal do YouTube do ADURN-Sindicato.

Serviço

Divulgação dos livros "Dramaturgia do desejo – 3 peças de amar" e “Ensaios para o fim do homem”

Quando? Dia 28 de setembro de 2021

Que horas? Às 19h30

Onde? Canal do YouTube do ADURN-Sindicato

ADURN Sindicato
84 3211 9236 • secretaria@adurn.org.br