Outubro Rosa: Na luta contra o câncer de mama, a prevenção e o diagnóstico precoce salvam vidas

Publicado em 08 de outubro de 2021 às 12h30min

Tag(s): Outubro Rosa



O Instituto Nacional de Câncer (INCA) aponta que o câncer de mama é o tipo mais comum entre as mulheres no Brasil e no mundo. Estima-se que para cada ano do triênio 2020/2022 sejam diagnosticados no Brasil 66 mil 280 novos casos, com um risco estimado de 61,85 casos a cada 100 mil mulheres. No Rio Grande do Norte, a estimativa para o mesmo período é de que 1.130 novos casos sejam reconhecidos, sendo mais de 50% já em estágio avançado.

Cerca de 30% dos casos de câncer de mama podem ser evitados com a adoção de hábitos saudáveis como a prática de exercícios físicos, uma boa alimentação e a manutenção de um peso corporal adequado. Porém, no momento em que o país enfrenta uma grave crise social, com uma parcela da população recorrendo ao consumo de ossos para sobreviver, a realidade imposta é que manter uma vida saudável nem sempre é uma opção para as brasileiras, "por isso, é essencial a implementação de políticas públicas que possam garantir ações efetivas em defesa da saúde da mulher", afirmou a vice-presidenta do ADURN-Sindicato, Isaura Brandão.

Para fomentar as ações de conscientização e combate ao câncer de mama, durante este mês o movimento Outubro Rosa é realizado em todo o mundo, mobilizando diversos setores da sociedade em torno da causa. Integrando este movimento, a Secretaria de Estado da Saúde Pública do RN (SESAP/RN) promove a campanha “Declare seu amor por você, cuide-se”.  A programação conta com diversas atividades como cirandas - com o objetivo realizar uma escuta qualificada das mulheres; mapear suas necessidades em saúde, além de estimular os municípios a elaborarem os seus Planos Municipais de Atenção Integral a Saúde da Mulher - e multirões para estimular a realização de exames preventivos e prestar orientações às mulheres,

Atuando na coordenação da Saúde da Mulher da SESAP desde 2010, a doutora Sônia Maria Fernandes destaca a importância de realizar exames preventivos, uma vez que a descoberta precoce é um dos fatores determinantes para um tratamento bem-sucedido da doença. “Todas as mulheres independente da idade, devem ser estimuladas a conhecer seu corpo, caso detectem alguma alteração suspeita em suas mamas, devem procurar esclarecimento médico. Ressalto que tão importante quanto fazer o exame é saber o resultado e seguir as orientações médicas e o tratamento indicado”, afirmou Sônia.

A programação completa do Outubro Rosa no Rio Grande do Norte pode ser consultada AQUI.

Origem do movimento

O outubro rosa surgiu na década de 90 nos Estados Unidos, onde vários estados já contavam com ações isoladas referentes aos cuidados contra a doença neste mês. Isso resultou na decisão, por parte do Congresso Norte-Americano, de transformar oficialmente outubro no mês de prevenção do câncer de mama.

No Brasil, o movimento demorou um pouco mais para chegar. O primeiro sinal do envolvimento com a campanha por aqui se deu em outubro de 2002, quando o Obelisco do Ibirapuera, em São Paulo, foi iluminado com luzes cor de rosa. 

Hoje, a ideia já está disseminada pelo mundo todo, seja com ações diretas como eventos ou com a iluminação da cor rosa de grandes construções, iniciativa repetida nos quatro cantos do planeta. As atividades têm como objetivo principal a conscientização da prevenção pelo diagnóstico precoce, pois aumenta as chances de cura.

ADURN Sindicato
84 3211 9236 • secretaria@adurn.org.br