Congresso aprova corte de 92% de recursos da Ciência

Publicado em 11 de outubro de 2021 às 09h38min

Tag(s): Ciência e Tecnologia CNPq



Sem o dinheiro, poderá haver a perda de bolsas e a suspensão do Edital Universal do CNPq

O Congresso Nacional aprovou na quinta-feira 7 um projeto que retira recursos do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações para ser usados em outras pastas. 

Cerca de 690 milhões de reais foram realocados a pedido do Ministério da Economia. A medida representa um corte de 92% dos recursos destinados neste ano a bolsas e apoio à pesquisa.

Com a autorização do Congresso, 150 milhões de reais agora serão do Ministério do Desenvolvimento Regional para ações de proteção em áreas de risco. Outros 100 milhões serão repassados para integralizar cotas de moradia do Fundo de Arrendamento Residencial. 

O Ministério da Educação vai receber 107 milhões, para a concessão de bolsas de estudo no ensino superior, e o Ministério da Saúde vai ficar com 50 milhões, para o saneamento básico.

O valor que ficará para ser investido em pesquisas será de apenas 55 milhões, 8% do previsto inicialmente.  

Sem o dinheiro, poderá haver a perda de bolsas e a suspensão do Edital Universal do CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico), um dos mais importantes do Brasil.

O corte inviabiliza o aprimoramento de pesquisas científicas no País. Além disso, estudo já iniciados deverão ser suspensos por falta de recursos. 

Fonte: Carta Capital

ADURN Sindicato
84 3211 9236 • secretaria@adurn.org.br