Estudantes cobram da Capes pagamento de bolsas atrasadas em ato em Brasília

Publicado em 25 de outubro de 2021 às 09h39min

Tag(s): Capes Ciência e Tecnologia Manifestação



Durante o ato, a UNE protocolou um ofício cobrando uma reunião urgente com a Presidência da Capes

UNE protocolou um ofício cobrando uma urgente reunião com a presidência da Capes - Foto: Matheus Alves
 

A União Nacional dos Estudantes (UNE) realizou um ato na última quinta-feira (21) em frente à sede da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), em Brasília, para cobrar o pagamento das bolsas de Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (Pibid) e da Residência Pedagógica dos universitários e universitárias brasileiras.

De acordo com a UNE, os benefícios não pagos impactam mais de 60 mil estudantes em todo o país.

“Milhares de estudantes auxiliam nas rendas de suas famílias. As bolsas de estágios e estudos são parte importante nesse processo, mesmo que o valor das bolsas esteja a anos sem reajuste, elas ainda colocam comida na mesa de muitas famílias brasileiras”, publicou a organização em suas redes sociais.

Para a coordenadora geral do Diretório Central dos Estudantes da Universidade de Brasília e diretora da UNE, Adda Luisa, o corte nas bolsas impacta a permanência dos estudantes nas universidades.

"Mais uma vez, estamos aqui para denunciar os crimes que esse governo está fazendo contra a educação brasileira e contra os  estudantes. É muito importante que todos os estudantes que estão aqui e que o Movimento Estudantil se comprometam em defesa das bolsas e pela recomposição do orçamento das universidades, e também pelo fim da EC 95, que faz com que a gente não tenha orçamento para a educação desse país", destacou.

Durante o ato, a UNE protocolou um ofício cobrando uma reunião urgente com a Presidência da Capes, requerendo esclarecimentos acerca da falta de pagamento das bolsas.

Em resposta ao Brasil de Fato DF sobre o atraso e perspectiva de pagamento das bolsas, a Capes informou, por meio de Assessoria de Imprensa,que  tramita na Comissão Mista de Orçamento do Congresso Nacional, o Projeto de Lei 17/2021, de autoria da Presidência da República. "Após a liberação dos recursos, os pagamentos serão realizados em alguns dias, com máxima urgência".

O Projeto de Lei "abre aos Orçamentos Fiscal e da Seguridade Social da União, em favor de diversos Órgãos do Poder Executivo e de Operações Oficiais de Crédito, crédito suplementar no valor de R$ 4.113.646.125,00, para reforço de dotações constantes da Lei Orçamentária vigente". No site do Congresso ainda não existe informação de quando a discussão do PLN será levada a Plenário.

Edição: Flávia Quirino

Fonte: BdF Distrito Federal

ADURN Sindicato
84 3211 9236 • secretaria@adurn.org.br