Centrais sindicais se opõem a medida do governo e defendem exigência de comprovante de vacinação no trabalho

Publicado em 03 de novembro de 2021 às 09h52min

Tag(s): Centrais Sindicais



Centrais sindicais

247 - Nove centrais sindicais divulgaram uma nota contra portaria do governo que proíbe a demissão de funcionários que não tenham se vacinado contra Covid-19.

"A vida é um direito acima de todos", afirmam as centrais, enfatizando que a medida do governo gera um ambiente de insegurança sanitária. 

As organizações sindicais defendem o comprovante de vacinação para ter acesso a locais públicos e mesmo frequentar o ambiente de trabalho, informa O Globo.

PUBLICIDADE
.

Na segunda-feira (1º), o governo federal editou portaria que determina que a exigência de comprovante de imunização para a contratação ou manutenção do emprego será classificada como prática discriminatória. Com isso, as empresas não poderão demitir por justa causa funcionários que não apresentarem a carteira de vacinação.

A nota das centrais sindicais menciona as mais de 600 mil mortes ocorridas no Brasil durante a pandemia de Covid-19 e criticam a "total falta de sensibilidade e empatia" do  governo federal. Assinam a nota a CUT, a Força Sindical, a CTB, a UGT, a CSB, NCST, a CSP-Conlutas, a Central da Classe Trabalhadora e a Pública Central do Servidor.

Fonte: Brasil 247

ADURN Sindicato
84 3211 9236 • secretaria@adurn.org.br