Prova do Enem terá a nossa cara a partir da próxima, diz Bolsonaro

Publicado em 09 de dezembro de 2021 às 10h44min

Tag(s): Enem Ensino Superior



O presidente Jair Bolsonaro. Foto: Evaristo Sá/AFP

O presidente Jair Bolsonaro. Foto: Evaristo Sá/AFP

O presidente Jair Bolsonaro voltou a insinuar a interferência de seu governo na formulação do Exame Nacional do Ensino Médio, o Enem. O desejo do ex-capitão de controlar o teor das questões esteve no centro do debate sobre a edição deste ano.

“As provas do Enem vamos ter a nossa cara a partir da próxima. Porque os bancos de dados eu não posso mudar agora. Falaram que eu interferi no Enem. Se eu pudesse interferir, seria um Enem diferente”, afirmou o ex-capitão em entrevista ao jornal Gazeta do Povo nesta quarta-feira 8.

As polêmicas deste ano foram impulsionadas por uma declaração de Bolsonaro durante viagem a Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, em novembro. Segundo ele, as questões do Enem “começam a ter a cara do governo”.

“Ninguém precisa ficar preocupado. Aquelas questões absurdas do passado, que caíam tema de redação que não tinha nada a ver com nada. Realmente, algo voltado para o aprendizado”, acrescentou.

O ministro da Educação, Milton Ribeiro, por sua vez, reafirmou em audiência na Câmara dos Deputados que o exame teria “a cara” do governo Bolsonaro, mas ponderou que isso representaria “competência, honestidade e seriedade”.

Fonte: CartaCapital

 
ADURN Sindicato
84 3211 9236 • secretaria@adurn.org.br