CNTE pressiona parlamentares para impedir retrocessos na educação

Publicado em 15 de dezembro de 2021 às 10h26min

Tag(s): Defesa da Educação Pública Educação



“Precisamos de todo mundo para barrar a aprovação de PECs e projetos que atacam a educação básica e seus profissionais”, diz Heleno Araújo, presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação

 

 

                                                                                                       MARCELLO CASAL JR/AGÊNCIA BRASIL
notice

 

A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE ) encaminhou uma nota à Câmara dos Deputados, em Brasília, com o objetivo de pedir que os parlamentares impeçam mais retrocessos no setor, tão castigado pelo governo de Jair Bolsonaro.

Heleno Araújo: “Na reta final do segundo ano da pandemia, os/as parlamentares que apoiaram o golpe de 2016 atacam profundamente a educação brasileira e seus profissionais. Resistiremos e vamos lutar sempre pelo direito à educação para todas as pessoas e à valorização dos profissionais da educação. Precisamos de todo mundo para barrar a aprovação de PECs e projetos de lei que atacam a educação básica e seus profissionais”, relata Heleno Araújo, presidente da CNTE.

A nota encaminhada à Câmara destaca que “neste fim de ano, muitos projetos afetos à educação pública e à valorização de seus profissionais tramitam na Câmara dos Deputados, e é preciso garantir os avanços necessários rumo à concretização das metas do Plano Nacional de Educação (Lei 13.005), impedindo mais cortes orçamentários e outras medidas que prejudiquem a oferta educacional no país”.

Outro aspecto a ser ressaltado é que a pandemia do coronavírus e a ausência de recursos tecnológicos fizeram com que quase 20 milhões de estudantes não conseguissem acompanhar, adequadamente, os conteúdos escolares, entre 2020 e 2021.

Fonte: CUT

ADURN Sindicato
84 3211 9236 • secretaria@adurn.org.br