14ª semana de mobilização contra PEC 32: reforma administrativa não será votada em 2021

Publicado em 20 de dezembro de 2021 às 09h41min

Tag(s): Reforma Administrativa



A PEC 32, chamada de Reforma Administrativa, não entra mais em pauta para votação na Câmara em 2021 e parte dessa conquista se deve à mobilização tocada por sindicatos, movimentos sociais e outras frentes da sociedade civil durante o ano, apesar da sanha do governo e de seus aliados no Congresso em impor projetos que avançam com a agenda neoliberal de privatizações e desmonte dos serviços públicos. Mas, a luta não acabou e o objetivo é derrubar de vez a PEC 32 em 2022.

Em uma das frentes de luta, a Apub e o PROIFES-Federação estiveram em Brasília, junto a outros sindicatos de servidores/as públicos, durante 14 semanas consecutivas para pressionar as/os parlamentares contra a aprovação da proposta, que por tratar-se de Emenda Constituição, necessita de 3/5 dos votos de deputados/as (308) e senadores/as (49). As entidades enviaram suas delegações de docentes para participar das ações em aeroportos e no Congresso, articulando estratégias para derrotar a PEC 32 com parlamentares contrários à proposta, conversando e pressionando deputados/as contrários ou indecisos.

Durante esses meses, a Apub também atuou, junto com a Frente Baiana pela Educação, nas bases eleitorais dos deputados e deputadas da bancada baiana, com passagens de carros de som denunciando a ameaça que a PEC 32 representa para a carreira e condições de trabalho de uma parcela de servidores públicos – aquela com menores remunerações e que lidam diretamente com a população, a exemplo de professores/as, profissionais de saúde e da assistência social – e para a manutenção e gratuidade do Serviço Público.

Fonte: APUB

ADURN Sindicato
84 3211 9236 • secretaria@adurn.org.br