Três professores do RN estão entre finalistas do Prêmio Professor Nota 10

Publicado em 15 de fevereiro de 2022 às 14h42min

Tag(s): Premiação Professor



 

Os professores: Emanuel Alves Leite, professor de Artes em Pau dos Ferros; Fellipe Albano Melo do Nascimento, professor de Ciências da Natureza em Natal, e Rivaldo Bevenuto de Oliveira Neto, professor de arte no município de Riachuelo, estão entre os 50 finalistas do Prêmio Professor Nota 10 que, todos os anos, premia os profissionais que se destacaram com trabalhos inovadores na Educação Básica brasileira. Um desafio que se tornou ainda maior desde a pandemia da covid-19, em 2020.

A lista dos finalistas foi divulgada na última terça (8). A premiação deste ano, que está em sua 24ª edição, é em referência aos trabalhos realizados durante todo o ano de 2021. Foram selecionados projetos de 14 estados aplicados da Educação Infantil ao Ensino Médio, incluindo a Educação de Jovens e Adultos (EJA) e o Atendimento Educacional Especializado (AEE).

Na final, dez professores serão convidados a participar da premiação como finalistas. A data da última etapa ainda não foi divulgada.

 

 

Emanuel Alves é professor de Arte do segundo ano do ensino médio do Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN) em Pau dos Ferros. Par dar aulas mais criativas durante a pandemia, ele inventou junto com seus alunos, uma nova modalidade de arte: as “Cênicas Virtuais”, um processo que une artes cênicas e audiovisuais.

Os encontros remotos e a criação colaborativa fizeram os participantes compreenderem na teoria e na prática o que constitui uma cena (cenografia, figurino, música, maquiagem, atuação) e também aperfeiçoar formas virtuais de se comunicar com o público. A realidade dos estudantes, seus sentimentos, dores e posturas frente à pandemia podem ser vistas em suas produções cênicas, gravadas em audiovisual. Para alargar o repertório sobre o tema, os alunos assistiram ao filme O Coração da Loucura, sobre a psiquiatra Nise da Silveira, e ao documentário Hotel da loucura, que mostra o projeto do ator e médico Vitor Pordeus.

 

 

Felippe Albano é professor de Ciências da Natureza para alunos do 8º a 9ºano / Anos Finais do Ensino Fundamental na Escola MOV Educação Integral, em Natal. Ele aproveitou a curiosidade dos alunos do 8º e do 9º ano sobre fisiologia humana e citologia para criar um Clube da Ciência, no contraturno escolar. Divididos em trios, os adolescentes se dedicaram a duas investigações, que resultaram em artigos escritos de forma colaborativa: “As diferenças morfológicas de células animais e vegetais” e “A relação entre circunferência abdominal e a pressão arterial, frequência cardíaca”.

Os trabalhos ainda foram realizados em conjunto com outras disciplinas, com o fornecimento de dados dos professores de Educação Física e Matemática. Com base nos artigos, eles produziram um pôster científico para a feira de Ciências da escola e se revezaram na apresentação oral para os visitantes.

 

 

Já Rivaldo Bevenuto ensina Arte em Riachuelo para alunos do 5º ano / Anos Iniciais do Ensino Fundamental no Núcleo de Educação da Infância – Colégio de Aplicação/UFRN. A proposta do professor foi convidar as crianças a experimentarem a arte contemporânea de uma maneira lúdica durante o isolamento social, olhando lugares e objetos do cotidiano de um jeito diferente para organizar composições artísticas e criar instalações.

Durante as aulas, os alunos mostraram suas criações e o professor apresentou obras de Hélio Oiticica, Judy Chicago e Cildo Meireles para a turma. A partir daí, os alunos não só começaram a selecionar objetos por sua forma estética, mas também a modificar ambientes da casa. Alguns até chamaram a família para participar da arte-instalação. As criações dos alunos foram compartilhadas em uma exposição virtual online, onde eles explicaram seus processos criativos.

O Prêmio Educador Nota 10 foi criado pela Fundação Victor Civita em 1998

Fonte: Saiba Mais

ADURN Sindicato
84 3211 9236 • secretaria@adurn.org.br