Centenário de Paulo Freire vai debater modelo político alternativo à onda de privatização da educação

Publicado em 12 de setembro de 2022 às 14h53min

Tag(s): CNTE Paulo Freire



2022 09 09 site paulo freire

Foto: Arquivo/CNTE

Nos próximos dias 17,18,19 e 20 de setembro, em Recife (PE), na celebração do Centenário de Paulo Freire, trabalhadores/as da educação do mundo todo vão debater, entre outros temas, um modelo político educativo alternativo à onda de privatização da educação, que está acontecendo no mundo todo.

>>Veja programação completa

A vice-presidente da Internacional da Educação para a América Latina (IEAL) e da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), Fátima Silva, relata que educadores e educadoras do Brasil, América Latina e do mundo estarão em Recife para celebrar o centenário de Paulo Freire e para vivenciar o legado dele como inspiração para o debate sobre educação pública.

“Como Paulo Freire dizia, o educador muda a vida das pessoas e as pessoas modificam o mundo. Por estarmos no estado onde ele nasceu e viveu, e onde ele começou sua vida profissional, é importante ressaltar o legado deste grande educador pernambucano e quanto é importante para a educação pública no mundo”, reflete a dirigente.

Combate à privatização da educação

O coordenador regional da IEAL, Combertty Rodríguez, estará presente na celebração. “Paulo Freire tem uma proposta de ação educativa e coloca como questão central a política pública de educação inclusiva e que pode combater de fato a onda privatista da educação. O pensamento do patrono da educação vai nos inspirar para pensarmos como organizar políticas neste movimento pedagógico em cada um dos países”, afirmou.

Para ele, é importante criar coletivamente um conjunto de ações contra a privatização e comercialização da educação que estão acontecendo no mundo com o objetivo de eliminar a presença do estado e a alterar a definição de uma política educativa que tenha no fundo o interesse pelo lucro.

Segundo Combertty, a celebração também tem o objetivo de alertar sobre o que está acontecendo com a educação no mundo e juntos articular a nível mundial uma forma de combater, o que ele chama de privatização e a comercialização da educação.

“A gente precisa se organizar para defender uma educação pública de qualidade, inclusiva e debatida com toda a comunidade escolar, trabalhadores, trabalhadoras, alunos e alunas. E não tem ninguém melhor para nos inspirar que Paulo Freire”, destacou Combertty, que finalizou: “As expectativas desta celebração é reforçar com todas as nossas organizações filiadas o pensamento de Paulo Freire e adotar esta reflexão como central para que seja discutida em cada um dos países como inspiração para organizar políticas deste movimento pedagógico”, finalizou Combertty.

Dia 19/09 - Plenária Popular de Educação

No dia 19 de setembro, o foco da celebração do Centenário de Paulo Freire será na Universidade Federal de Pernambuco, onde o patrono da educação fez a sua primeira graduação e também começou a dar aulas. A Plenária Popular de Educação vai debater sobre educação mundial, com representação de todas as nações e exigirá de todos os povos reflexões profundas acerca da soberania de cada povo.

No encerramento da atividade está prevista uma caminhada até a estátua de Paulo Freire. O monumento fica na área do Lago do Cavouco, próximo ao Colégio de Aplicação e ao Centro de Educação, dentro da universidade, na Av. dos Funcionários.

No dia 19 ainda, terá apresentação Cultural, debate sobre o legado de Paulo Freire na Educação Mundial com a presença de trabalhadores e trabalhadoras da África, Europa e América Latina. Nita Freire, Eleite Santiago e Sérgio Haddad vão falar sobre o legado de Paulo Freire na Educação brasileira.

101 anos

Convocada pela IEAL, pela Rede Latino-Americana de Estudos sobre o Trabalho Docente (RED ESTRADO), pela CNTE e parceiros, a celebração do Centenário Paulo Freire ocorreu de forma virtual em 2021, quando o patrono da educação completou 100 anos em 19 de setembro. Devido à pandemia a celebração do centenário foi ampliada e neste ano acontece a programação completa de forma presencial. Desde o ano passado os organizadores estão realizando diversos eventos para relembrar o legado do patrono da educação, em sua grande maioria de forma online.

Fonte: CNTE

ADURN Sindicato
84 3211 9236 • secretaria@adurn.org.br