SBFTE se manifesta contra MP anticiência

Publicado em 13 de setembro de 2022 às 14h52min

Tag(s): Ciência e Tecnologia Cortes na Educação



Atendendo ao convite da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), o presidente da Sociedade Brasileira de Farmacologia e Terapêutica Experimental (SBFTE), Marco Aurélio Martins, divulgou vídeo no Instagram manifestando repúdio à Medida Provisória 1.136, de 26 de agosto de 2022, que limita ainda mais os repasses de recursos do Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico (FNDC) às instituições de ciência e pesquisa.

Segundo ele, o Governo Federal, de maneira espúria, aprofunda o contingenciamento de recursos do FNDCT. “Essa medida provisória faz muito mal à ciência e ao Brasil”, cita.

Com o objetivo de derrubar a MP 1136, a SBPC lançou a campanha no começo de setembro, convidando integrantes das sociedades afiliadas e entidades científicas e acadêmicas a manifestarem publicamente repúdio a essa manobra do Governo Federal.

O presidente da SBPC, Renato Janine Ribeiro, foi o primeiro a divulgar seu vídeo, no dia 2 de setembro. Em sua fala, ele denuncia que a MP 1136 corta verbas essenciais para ciência, tecnologia e inovação, que estão protegidas por uma lei complementar. “É mais uma medida realizada pela Presidência da República para anular ou suspender a execução de leis aprovadas pelo Congresso”, afirma. “O Congresso não pode aceitar, e a sociedade tem que repudiar”, completou.

Paulo Artaxo, vice-presidente da SBPC e professor titular do Instituto de Física da Universidade de São Paulo, também já publicou seu manifesto. Para ele, a manobra realizada pelo governo coloca uma “pá de cal” no futuro do Brasil. “Isso condena o Brasil a um obscurantismo que é inaceitável no mundo moderno de hoje. O Brasil precisa de ciência, precisa de uma população educada, precisa de inovação tecnológica para poder competir com as nações mais desenvolvidas”, afirma.

Sidarta Ribeiro, professor titular de Neurociências do Instituto do Cérebro da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) e membro do Conselho da SBPC, ressalta em seu vídeo publicado no seu Instagram, que a medida provisória é um crime de lesa pátria. “Essas pessoas estão querendo destruir o Brasil. O Congresso deve devolver a MP 1.136. Não deve nem analisá-la, pois ela consiste em um crime contra o nosso futuro”, disse.

Participe desta mobilização para derrubar a MP 1136 que ataca o FNDCT gravando seu depoimento, postando em suas redes e marcando a @sbpcnet. A SBPC também disponibilizará artes de cards para redes sociais. Basta fazer o download em nossa página e, se desejar, adaptar com o logo de sua instituição.

Jornal da Ciência

Fonte: SBPC

ADURN Sindicato
84 3211 9236 • secretaria@adurn.org.br