Não à mercantilização da educação

Publicado em 28 de julho de 2011 às 10h46min

Tag(s): CNTE



Juçara Dutra Viera, vice-presidente mundial da IE para a América Latina e representante da CNTE, apresentou a resolução proposta pelos sindicatos latino-americanos que denuncia o método punitivo de avaliação da qualidade da educação pública imposto aos professores em muitos países. Por esse método, os educadores são os únicos responsáveis pelo insucesso escolar e ainda torna os governos invisíveis.
O método não possibilita avaliar o processo educativo em sua integralidade e complexidade, incluindo a variável da eficácia das políticas educativas que são responsabilidade do Estado. Condições de trabalho, carga de trabalho, formação adequada, entre outros fatores de responsabilidade do poder público, não fazem parte dos indicadores de avaliação.
A resolução deixa claro que os educadores não são contra a avaliação da qualidade da educação. Mas reivindica que seja feita uma avaliação integral de todas as dimensões do processo educacional, e que os resultados sejam mensurados por meio de auditorias sociais e não como são realizados atualmente, por consultorias que seguem uma lógica meritocrática, competitiva e empresarial.
A resolução foi aprovada, recomendando que todas as organizações dos trabalhadores em educação devam assumir posição contrária às avaliações punitivas.

CNTE

ADURN Sindicato
84 3211 9236 • secretaria@adurn.org.br