ADURN-Sindicato lamenta o falecimento de Chico Passeata

Publicado em 16 de agosto de 2011 às 10h38min

Tag(s): Nota de pesar



É com grande pesar que o ADURN-Sindicato recebe a notícia do falecimento do médico, poeta e lutador Francisco Monteiro, o Chico Passeata, sogro da vice presidente da nossa entidade, Sandra Monteiro.
Neste momento de grande consternação, a Diretoria da entidade solidariza-se com a dor dos familiares e amigos do Chico Passeata, desejando que todos encontrem conforto nesse momento de grande dor e saudade.
Quem foi Chico Passeata
Francisco Monteiro, o Chico Passeata, não resistiu ao câncer e faleceu na madrugada de ontem, aos 63 anos. Médico sanitarista, grande defensor do Sistema Único de Saúde (SUS) e do serviço público, ele era assessor do Gabinete do Secretário da Saúde desde 2007 e também coordenou do projeto de implantação da Política de Atenção à Saúde do Homem na Sesa.
Francisco das Chagas Dias Monteiro tem um vasto currículo tanto como médico, sindicalista, conselheiro de saúde, como grande defensor da democracia e das lutas contra a ditadura militar de 1964. Por sua destemida militância, acabou preso político do regime militar.
Ingressou na Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Ceará (UFC) em 1966, mas foi impedindo de se formar em 1971, ao lado dos colegas da Turma Andreas Vesalius. com a decisão dos militares, foi retardada, em quatro anos e meio, a sua diplomação, como médico, o que aconteceu em evento realizado, na Reitoria da universidade, somente em julho de 1976, para apenas dez diplomados.
O corpo do médico e militante foi velado na funerária Ethernus, Rua Padre Valdevino, no Bairro Aldeota, onde aconteceu a celebração de missa às 15h. O enterro aconteceu às 17h, no cemitério Parque da Paz.
A missa de 7º dia ocorrerá nesta quinta-feira, 18 de agosto, às 19h, na Igreja Cristo Rei (Rua Nogueira Acioly, nº 805, esquina com a Av. Santos Dumont.
 

ADURN Sindicato
84 3211 9236 • secretaria@adurn.org.br