Unindo a Psicologia à Educação

Unindo a Psicologia à Educação

Entrevista em 25 de abril de 2011

Dedicado à psicologia desde o início da sua carreira acadêmica, Herculano Ricardo Campos concluiu sua graduação em 1983 na Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), onde 15 anos depois finalizou seu mestrado em Educação – com foco no estudo sobre a ‘História da psicologia no Rio Grande do Norte’ – através do Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGEd) e passou a compor o quadro de docentes da Universidade. Ainda ligado ao PPGEd da UFRN, o docente alcançou, em 2001, o título de doutor ao defender sua tese voltada para a análise do “Trabalho infantil”.
Mesmo tendo assumido cargos como os de chefe de departamento, coordenador da CIENTEC, presidente da Comissão de Avaliação Institucional e assessor da Pró-Reitoria de Planejamento, Herculano Campos sempre se preocupou em ser um docente atuante nas três esferas que movem a universidade: o ensino, a pesquisa e a extensão.
Lotado no Departamento de Psicologia desde que passou a docente da Universidade, Herculano Campos assumiu inicialmente as disciplinas de graduação relativas à psicologia escolar e educacional; atualmente é responsável por ministrar as disciplinas ‘Construção do conhecimento em psicologia’, Seminário em tópicos especiais I: violência contra a juventude’ e ‘Seminário em tópicos especiais II: psicologia escolar’ para as turmas do Programa de Pós-Graduação em Psicologia da UFRN (PPGPSI), bem como é responsável por orientar alunos de Iniciação Científica.
Atual coordenador da especialização em ‘Psicopedagogia’ e diretor da Editora da UFRN, o pesquisador ligado ao Núcleo de Estudos Sócio-Culturais da Infância e Adolescência (NESCIA) é também coordenador de um projeto de pesquisa que trata do registro de atuação do SOS Criança sobre a violação de direitos da criança e do adolescente. O projeto que está em seu segundo ano e que conta com a colaboração de docentes, alunos e técnicos do Departamento de Psicologia da UFRN, já resultou em trabalhos científicos apresentados em congressos e publicações. Desenvolvido através de uma parceria entre a base de pesquisa, o Observatório de Violência Contra a Juventude e o SOS Criança, a pesquisa, de acordo com Herculano Campos, “já alcançou informações como o perfil e a compreensão dos casos de violação dos direitos da criança e do adolescente no RN”.
No âmbito da extensão, o professor desenvolveu junto às escolas públicas de Natal um trabalho de conscientização sobre a ‘Violência na Escola’ que se dava através da realização de grupos de discussões com estudantes, pais e professores. Foi a partir deste projeto que se deu a criação do acima citado Observatório de Violência Contra a Juventude, do Departamento de Psicologia da UFRN.
 


Mais entrevistas
ADURN Sindicato
84 99112-8841 • secretaria@adurn.org.br