Dedicação ao desenvolvimento Científico da Fisioterapia

Dedicação ao desenvolvimento Científico da Fisioterapia

Entrevista em 23 de maio de 2011

Com pouco mais de dez anos de atividades acadêmicas no País, a área da Pós-Graduação em Fisioterapia e Reabilitação são os dois pilares do trabalho desenvolvido por Jamilson Simões Brasileiro à frente da Pós-Graduação em Fisioterapia da Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Graduado em Fisioterapia pela Universidade Federal da Paraíba (1992), Jamilson ingressou na UFRN em 1994, já voltado para área da Plasticidade do Músculo Esquelético.
Em 1997, concluiu especialização em Avaliação do Aparelho Locomotor pela UFRN e, posteriormente, Mestrado (2001) e Doutorado (2005) em Fisioterapia pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR), que até 2002 era a única a oferecer programas de Pós-Doutorado em Fisioterapia. Este ano, concluiu pós-graduação na área de Eletromiografia, através de um consórcio firmado entre a UFSCAR e a USP.
Atualmente, coordena o Programa de Pós-Graduação em Fisioterapia na UFRN, em funcionamento desde 2007. No ano de 2006, a UFRN, através do Departamento de Fisioterapia, apresentou à CAPES a proposta de criação do Curso de Mestrado Acadêmico na área de Fisioterapia, sendo este, o primeiro da Região Norte-Nordeste e único da área fora do eixo sul-sudeste. Após ser homologado pelo CNE, o curso iniciou seu processo seletivo de candidatos, em outubro de 2006, com início das atividades acadêmicas em março de 2007.
Apesar de se tratar de um curso novo, possui grande potencial de estrutura física e acadêmica. O professor ressalta a qualidade das instalações físicas onde funciona o mestrado, que conta com salas de aulas, suporte de informática e laboratórios especializados equipados com instrumentos de alta tecnologia para avaliação e intervenção na área da Fisioterapia.
Hoje, Jamilson Brasileiro desenvolve três linhas de pesquisa: a plasticidade do músculo esquelético, que se propõe a estudar a recuperação da performance muscular; mecanismos de analsagia, que trata do alívio da dor; e a disfunção patelofemoral, lesão músculoesqueletica que acomete 1 em cada 4 mulheres.
Entre os dias 11 e 13 de maio, Jamilson participou de uma mesa Redonda com o tema Contexto Atual dos Programas de Pós-Graduação da Área, durante a realização do VI Fórum Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação Stricto Sensu em Fisioterapia, na cidade de Ribeirão Preto, em São Paulo. Para ele, a participação da Universidade nestes eventos consolida Natal como um pólo de pesquisa em Fisioterapia, sendo chamada a compor as mesas mais importantes do país.
 


Mais entrevistas
ADURN Sindicato
84 99112-8841 • secretaria@adurn.org.br