Ato Político-Cultural na UFRN marca paralisação da Educação no dia 2

Publicado em 30 de setembro de 2019 às 08h57min

Tag(s): Em defesa das Universidades



Paralisação no dia 2 de outubro. Professores, servidores, estudantes e profissionais ligados à área da educação seguem agenda nacional que pretende mobilizar o Brasil em defesa das Instituições Federais de Ensino e da Educação Pública, ameaçadas pelo corte de 30% do orçamento.

A parada é um contrapondo aos ataques sistemáticos do atual governo à Educação pública brasileira, aos cortes orçamentários no setor, à autonomia universitária, às tentativas de retirar o caráter de direito universal do ensino superior, à destruição da aposentadoria e às políticas privatistas.

Em Natal, pela manhã, o ADURN-Sindicato, ATENS-UFRN, Sintest e DCE realizarão um ato político-cultural, a partir das 9h, no estacionamento do Centro de Convivência da UFRN. Às 15h, a comunidade acadêmica soma-se às demais forças políticas e sociais do campo progressista e participam do ato chamado pelas Frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo, no cruzamento das avenidas Salgado Filho e Bernardo Vieira.

“O que está em discussão é futuro da Educação Pública e das Universidades”. A assertiva é do presidente do ADURN-Sindicato, o professor Wellington Duarte, que avalia a “nossa responsabilidade neste momento não é pequena. Depende do nosso poder de mobilização a construção de um amplo movimento de resistência”.

ADURN Sindicato
84 3211 9236 • secretaria@adurn.org.br