Cooperativa Cultural lança campanha para sobreviver à pandemia

Publicado em 20 de abril de 2020 às 11h18min

Tag(s): Cultura



Uma das mais tradicionais livrarias do Estado, a Cooperativa Cultural acendeu o sinal de alerta e lançou uma campanha de financiamento para sobreviver à crise que é vista como sem precedentes na história.

A partir de vouchers de R$ 100 ou R$ 200, os clientes antecipam as compras de produtos que poderão ser adquiridos no retorno às atividades.  Os contatos para as contribuições podem ser feitos através do financeiro.cooperativacultural@gmail.com ou via whatsapp – 084. 99864-1991.

Com as portas fechadas desde o dia 23 de março, o faturamento da livraria caiu a zero imediatamente e agora busca encontrar maneiras de cumprir com o pagamento da folha de salários dos funcionários e dos fornecedores, em torno de 32 editoras e distribuidoras de material de papelaria.

Em todo o país, livrarias pequenas e grandes já começaram a adiar pagamentos previstos para este mês. Segundo o presidente da cooperativa, Alex Galeno, ainda é cedo para ter números exatos, mas as “projeções de especialistas prevêem uma retração imediata que fica entre 60% e 70% do faturamento”. Em algumas editoras a queda pode chegar a 50% no fim do ano.

“O problema é no terreno do emprego, aqueles empregos diretos, por exemplo dos revisores e tradutores, porque o mercado editorial vai permanecer pelo momento muito retraído. Lançar um livro vai ser muito difícil agora. Vamos ter, na verdade, uma crise na cultura em geral”, ressalta Galeno.

Mesmo com o lançamento da campanha de financiamento, Galeno aponta a necessidade do “socorro do poder público”. Além de uma renegociação dos valores pagos pelas livrarias em impostos estaduais, o presidente da Cooperativa Cultural sugere que o governo do Estado e prefeituras realizem compras de livros.

A Cooperativa Cultural é uma livraria que funciona há 40 anos no Centro de Convivência Djalma Marinho, campus central da UFRN.

ADURN Sindicato
84 3211 9236 • secretaria@adurn.org.br